Minha estante de livros só vai servir para colocar objetos de decoração.

Eu utilizo as estantes acima da minha escrivaninha (termo antigo) para colocar os livros em uso no momento. Gosto de pesquisar na hora ou relembrar algo que eu já li. Também serve para lembrar dos livros que ainda não terminei de ler. Em breve eles não estarão mais aí. Creio que a única utilidade dessa estante será para colocar objetos de decoração. 

O livro demorou mais do que a música para entrar na era digital mas a velocidade com que está sendo substituído é assustadora. Segundo matéria publicada no jornal The Economist, nos primeiros cinco meses desse ano a venda de e-books ultrapassou em muito a quantidade de livros impressos comercializados. No ano passado as vendas de livros impressos tinham sido três vezes mais do que eletrônicos.

A disseminação dos tablets está sendo mais rápida do que o esperado. Um fenômeno importante é que 30% do uso dos tablets já se dá na cama. Isso mesmo: leitura na cama.. Substitui com muitas vantagens o livro ou revista impressa. Leva vantagem sobre os livros impressos porque não precisa de fonte de luz acesa.

A disponibilidade de publicações aqui no Brasil também está aumentando com vigor. Quanto ao mercado, existem muitas indefinições quanto aos preços e o risco da pirataria. É certo que a pirataria ainda está sob controle, mas não sabemos até quando. Quanto ao preço dos livros eletrônicos existe uma aparente falta de parâmetros pois muitos são gratuitos e muitos são vendidos acima de 20 dólares.
Para mim ainda restará a fantástica experiência de navegar numa livraria de verdade. A Cultura do Iguatemi é a minha preferida.

Evaldo Bazeggio, professor e pesquisador de tendências de mercado.

Seja o primeiro a saber de todas as nossas novidades

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais informações sobre gestão de pessoas em seu email, cadastre-se abaixo



Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho