Gary Hamel na HSM: Reinventar a gestão

Hoje participando do Fórum HSM de Gestão e Liderança, mais uma oportunidade de refletir sobre as idéias e pesquisas de Gary Hamel. Para facilitar vou listar em forma de tópicos:

  • A gestão é a mais importante invenção dos últimos cem anos.
  • A administração foi a melhor forma inventada para mobilizar recursos.
  • Apesar do fato de que os gerentes não defendem a burocracia, sempre desenhamos a gestão como um organograma burocrata.
  • Todas as organizações estão pagando um imposto por conta da burocracia.
  • Gestão é custo. Quanto menos gestão, menos custo. (aqui ele fala da quantidade de pessoas em cargos de gerência).
  • À medida que as organizações crescem, precisam de gerentes para controlar os gerentes.
  • Cada vez mais gerentes cuidando outros gerentes, representando entre 30 a 40% do custo.
  • A gestão se transformou na atividade menos eficiente das empresas.
  • Pagamos um imposto embutido para custear a gestão.

Com a burocracia que a gestão cria, as pessoas se tornam estúpidas, perdem a inteligência e a liberdade. Imaginem um gerente próximo à cúpula, não tem poder sequer para escolher a cadeira que quer comprar para sentar.

 Qual a saída?

A maior invenção tem que ser reinventada.

Uma das palavras chaves para a reinvenção é a PAIXAO. Pesquisas realizadas demonstram que somente 14% das pessoas se sentem engajadas no trabalho.

Faz uma pergunta:

Você aceitaria que um médico tivesse somente 14% de efetividade no seu trabalho? Pois é, na gestão aceitamos.
A gestão precisa mudar porque:

  • As mudanças do ambiente são mais velozes do que a gestão.
  • As novas gerações não aceitam a tirania do modelo atual.
  • Queremos líderes que possamos seguir.
  • Custo da fricção: uma idéia nova precisa percorrer um caminho longo demais para encontrar uma forma de ser patrocinada.

A receita para a mudança da gestão vai passar necessariamente pelo aumento da liberdade das pessoas dentro das organizações. Outra mudança é treinar todos para realizar inovações. A inovação começa no questionamento da situação atual. É preciso desafiar o óbvio.

Como empresa que já está mudando a gestão indica a WL GORE. Nessa empresa ninguém pode determinar nada. As pessoas tem o direito de seguir ou não.

Precisamos agir como hackers: invadir a gestão e mostrar as vulnerabilidades.

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais informações sobre gestão de pessoas em seu email, cadastre-se abaixo

Seja o primeiro a saber de todas as nossas novidades

Evaldo Bazeggio

Diretor Fundador e Diretor Técnico da Bazeggio Consultoria. Executivo com mais de trinta anos de experiência em gestão de equipes e organizações públicas e privadas. Certificado internacionalmente Master Coach ISOR® em Coaching, Mentoring e Holomentoring®. Consultor de estratégia, desenvolvimento organizacional e de pessoas, em organizações.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho