Palestra motivacional na CAIXA

Aqui as principais ideias abordadas na palestra na CAIXA.

No último dia 14/08 o tive a oportunidade de debater a questão da motivação pessoal e o seu impacto nos resultados ao ministrar a palestra “Aumentando os resultados pessoais e melhorando a motivação” para a  equipe da Gerência Nacional de Operações Bancárias da CAIXA. Durante duas horas foram apresentados conceitos, dicas e recomendações para a melhoria dos resultados da equipe.

A abordagem inicial foi sobre o significado da vida das pessoas e a sua correlação com o que fazem, onde  usei uma frase de Mihaly Csiksentmihaly: “Não é possível levarmos uma vida excelente de verdade sem nos sentirmos parte de algo maior e mais permanente que nos mesmos”. A mim particularmente chama muito a atenção quando as pessoas querem estar motivadas o tempo todo sem estarem inseridas em contextos de maior significado. É muito difícil isso acontecer. Trata-se da definição de um propósito maior à nossa existência.

Abordamos também a questão do futuro. O futuro não existe, e como diz Marcos Wunderlich, é somente uma possibilidade. O único momento que podemos fazer alguma coisa é agora. Se você deixar para fazer algo “quando o futuro chegar”, ou “quando tiver mais dinheiro”, ou “quando se aposentar”, etc, provavelmente não vai fazer nunca.

Uma parte da palestra que também despertou atenção foi o impacto da evolução das coisas na nossa motivação e na nossa felicidade. Destacamos a evolução das gerações, da família, das máquinas, das empresas e do trabalho como os principais fatores que afetam nosso dia-a-dia. Quanto à evolução do trabalho, concluímos que numa empresa como a Caixa, que tem grande número de pessoas que trabalham o dia inteiro na frente de um computador, há um ambiente propício para implantar trabalho domiciliar ou remoto, evitando que as pessoas se desloquem grandes distâncias somente para estarem no mesmo ambiente físico.

Na abordagem sobre a gestão que fazemos das mudanças, tratamos das epigêneses. Toda a nossa trajetória é feitam de ciclos de expansão e de recolhimento. A natureza é pulsante e nós somos natureza. O importante é percebermos que não existe tesão 24 horas por dia, sete dias por semana. Isto é, teremos momentos de função plena, mas sempre haverão os momentos de recolhimento e reformulação. As organizações também são assim.   Nesses momentos gosto de mostrar um referencial ISOR® que indica a nossa trajetória pessoal com grandes reformulações em média a cada sete anos. A sabedoria está em perceber nossos momentos de recolhimento e também conhecer as condições adequadas para promover mudanças. Nesse sentido, o conhecimento do conceito de “tensor”, também desenvolvido na metodologia ISOR® de coaching, ajuda muito nas nossas escolhas. O tensor é o clima e é ele que determina a ordem com que as coisas irão acontecer. (1)

Muitos outros aspectos foram conversados e finalizei adaptando algumas idéias de Daniel Pink em seu livro Motivação 3.0.

Estratégias para despertar sua motivação:

  1. Qual sua frase? Se uma pessoa for resumir em uma frase sua existência o que dirá?
  2. Estou sendo melhor hoje do que ontem?
  3. Que tal tirar alguns anos da sua aposentadoria e diluí-los na sua trajetória pessoal “agora” tirando períodos sabáticos ou licenças? A licença-prêmio ainda existe?
  4. Qual a sua verdadeira avaliação de desempenho?
  5. Qual é a principal razão que faz com que você levante pela manhã?
  6. O que faz você ficar acordado à noite?
  7. Que tal criar seu próprio cartaz motivacional?

Aos gestores, estratégias para despertar motivação da sua equipe:

  1. Implemente o tempo pessoal de 20%. Comece com menos, talvez 5%.
  2. Crie a recompensa “agora que”. Qualquer um pode atribuir a recompensa ao colega, sempre que flagrá-lo fazendo coisas acima da média.
  3. Faça uma auditoria na autonomia que os membros da sua equipe tem. Quanto mais autonomia, mais motivação.
  4. Descubra qual o propósito de cada membro da sua equipe.
  5. Promova cachimbos dourados, com variações de funções, zonas não competitivas e valorizando o propósito.

(1) Os conceitos do sistema ISOR® são ensinados na formação em coaching do Instituto Holos e alguns deles são abordados no curso Lider Coach Day.

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais informações sobre gestão de pessoas em seu email, cadastre-se abaixo

Seja o primeiro a saber de todas as nossas novidades

Evaldo Bazeggio

Diretor Fundador e Diretor Técnico da Bazeggio Consultoria. Executivo com mais de trinta anos de experiência em gestão de equipes e organizações públicas e privadas. Certificado internacionalmente Master Coach ISOR® em Coaching, Mentoring e Holomentoring®. Consultor de estratégia, desenvolvimento organizacional e de pessoas, em organizações.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho