O que esperamos dos profissionais do futuro?

I Fórum Prêmio Engenho de Jornalismo debateu o tema

Estamos vivendo momentos de grandes rupturas e isso afeta fortemente o mercado de trabalho. A evolução da tecnologia por meio da Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Robótica vai afetar muitas profissões. O Prof. Evaldo Bazeggio participou do evento, realizado dia 17/05  fazendo uma palestra e debatendo as características exigidas para se posicionar como profissional do futuro. Na platéia estavam estudantes de jornalismo e profissionais da área de Comunicação. Por maiores que sejam as pressões da automação, o fator humano será preponderante no mercado. Dentre as principais características destacadas por Bazeggio estão:

  • Clareza de Intenção: as empresas estão impacientes com a necessidade de motivar as pessoas. Pessoas automotivadas são talentosas.
  • Curiosidade: um dos ingrediantes básicos do jornalismo, passa a ser talento para qualquer profissão.
  • Mindset de aprendizagem: capacidade de ter mente aberta para o novo, sem julgamentos.
  • Capacidade de fazer conexões: no mundo em rede, sua capacidade de fazer conexões é sua força;
  • Valores (ética): a falta de ética pode levar as empresas à falência.
  • Percepção: saber que percebemos somente uma parte da realidade. É preciso olhar de vários ângulos.

No mesmo painel o jornalista Sergio Fadul, Diretor do jornal O Globo em Brasilia falou sobre as principais mudanças que estão ocorrendo nas redações e nas empresas jornalísticas. Fadul destacou os impactos das plataformas sociais como novos distribuidores das notícias. Ressaltou que é importante diferenciar notícias de boatos, torcida e mentiras. Foi emblemático tudo o que falou no mesmo dia em que um verdadeiro furacão estava invadindo as redações dos jornais por conta justamente de uma notícia dada por Lauro Jardim do jornal O GLOBO. Carlos Barreiros, Diretor de Comunicação da CNI ressaltou as oportunidades que existem na comunicação organizacional. Como mediadora do debate, a jornalista Márcia Zarur (Rádio CBN Brasília)  desafiou os ouvintes a refletirem sobre os caminhos profissionais que buscam, ressaltando a riqueza e a amplitude da profissão de jornalista. Ao final, a jornalista Kátia Cubel, promotora do evento, informou que o Fórum Prêmio Engenho de Jornalismo passa a ser uma forma de contribuir com a formação de jornalistas a partir das experiências dos melhores profissionais do mercado, ganhadores do Prêmio Engenho.

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais informações sobre gestão de pessoas em seu email, cadastre-se abaixo

Seja o primeiro a saber de todas as nossas novidades

Evaldo Bazeggio

Diretor Fundador e Diretor Técnico da Bazeggio Consultoria. Executivo com mais de trinta anos de experiência em gestão de equipes e organizações públicas e privadas. Certificado internacionalmente Master Coach ISOR® em Coaching, Mentoring e Holomentoring®. Consultor de estratégia, desenvolvimento organizacional e de pessoas, em organizações.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho